O dia a dia do seu automóvel aqui relatado em primeira mão e com todos os detalhes
#76878
Ricardo Ribeiro Escreveu:Curiosa a tua postura quanto à cor!

Por norma, o proprietário só se cansa passado bastante mais tempo. Espero que seja passageiro.


Quero acreditar que isto é dos polens que fazem com que o carro fique amarelado segundos após a lavagem... E também de uns erros que tenho cometido na lavagem do carro que lhe pode não estar a dar o devido brilho... Veremos depois da próxima lavagem se já me agrada...

Mas talvez seja dias... Ainda ontem estava a ir até ele e a pensar "a cor fica mesmo bem". Pancas... :?
#76927
Ora quase 6.000 kms.

De relevante: viagem a Braga. Ida, 120 km/h (2150 rpm) em cruise control, com AC ligado meio caminho: 4.8 l. Na volta, metade do caminho a 120 kms/h, com várias estiradas e outra metade a 150. Média final de 5.5l (o que incluiu ainda cerca de 80 kms pela cidade de Braga e 20 em Lisboa, num autêntico caos de trânsito).

O que deu para fazer:

- Descida do Bom Jesus nas curvas e contra-curvas. Foram uns 2 kms de pura diversão! (Ai o que andar de carro sozinho faz!!). Depois de vir um bocado atrás de uma camioneta, encostei o carro, esperei alguns segundos para que me distanciasse da camioneta e depois vim a curtir a descer aquilo! Chegar aos 110 kms/h pareceu uma alucinação com tanta curva apertada que existe!

- Finalmente o teste à velocidade máxima! Numa recta plana, o carro chegou aos 180 e poucos... Numa descida chegou aos 190. No entanto só vai a 3.500 rpms, pelo que, teoricamente, ainda deveria conseguir mais um pouco, uma vez que a potência máxima se encontra apenas às 4.000 rpms. Não? De salientar que apesar de estar na velocidade máxima, não se passa nada... Tranquilo como sempre...

- Picanço com A5 (2.0 tdi?) e um CLA 220 cdi. Começou por ter ultrapassado o A5 a ritmos calmos (120). De repente vejo um CLA a ultrapassar a um ritmo um pouco mais acelerado, mas nada de especial (140 talvez). E pensei "deixa-me lá seguir o gajo...". Mas quando olho novamente, já está o gajo do Audi a ir atrás dele. E eu pensei "isto vai ser engraçado...não tenho hipótese". E lá fui eu atrás deles. Claramente enquanto estavam a acelerar estavam a ganhar distância de mim, mas depois lá terão deixado de acelerar tanto e eu lá os apanhei (por volta dos 170) e ficaram a olhar para mim com um ar meio surpreendido "suck it!!!!". E pronto, senti-me o super homem! :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: (vá nada de dizer que foram eles que não estavam para isso, porque se quisessem eu ficava a ver à distância...lol).

De salientar que neste picanço, no meu terceiro e último esticanço a sério, o carro subiu de velocidade mais facilmente... Pelo que me levou a crer que estava mesmo era a precisar de ser esticado para soltar mais o motor...

Apesar de toda a diversão... Falta-lhe power e sobretudo binário... A razão diz-me para esperar pelo fim da garantia para fazer uma repro... A emoção começa a querer falar mais alto =/ e eu até acredito que com mais binário, que até poderia melhorar mesmo o consumo (que neste momento, nos meus ritmos curtos mas acelerados, se fica pelos 7.5), porque a falta de binário a baixas leva a esticar mais as mudanças e andar a carregar mais no acelerador... Mas esperar 19 meses pelo fim da garantia? Aaaaaiiiii!
#76948
as_shariff Escreveu:Esse motor faz muito bons consumos a velocidades estabilizadas, quaisquer que sejam elas!
Talvez o carro atinja a velocidade máxima em 5ª e não em 6ª ?!

O comportamento deve ser excelente! Tenho lido coisas boas sobre isso! ;)


Velocidades estabilizadas é algo que não combina muito bem comigo... Por isso não gosto de andar em AE... :mrgreen:

Não quis experimentar reduzir para 5ª, uma vez que aos 80 a 5ª já vai a 2.000... A velocidade máxima eu acredito que tenha atingido (acho que é de 191/2 km/h). Acho estranho é que a essa velocidade ainda só ia a 3.500 rotações... Teoricamente ainda haveria de conseguir dar mais um bocadinho, pelo menos pelo motor...

O comportamento é deveras excelente. E não compromete o conforto... Mesmo tendo um sapato de 18", pneus runflat (a ponderar se mantenho ou não quando for altura de trocar), suspensão rebaixada e desportiva, acho confortável QB... Nos buracos é mais o barulho que o impacto na pessoa. Apenas se nota é nas lombas que é um bocadinho saltitão... Não imaginam a quantidade de curvas maradas que este carro aguenta. Ainda ontem ia atrás da Maria e numa rotunda muita estranha (não é circular, é mais um rectângulo ovalizado, com inclinações), fiz uma ultrapassagem numa curva muito manhosa e inclinada que ela até ficou parva :mrgreen:
#76952
A rotação é normal nos tempos atuais.

O meu carro a fundo (200 no velocímetro limitado eletronicamente) vai nas 3400rpm.

Nos não-bluemotion para a mesma velocidade são 3600rpm.

Ambos com caixa de 5, com 3ª, 4ª e 5ª extremamente longas e a 5ª com uma desmultiplicação similar ao habitual na 6ª de outros carros.
#77020
Bem, no início de Junho fiz um grande testamento a contar sobre a viagem ao Gerês e do quanto me diverti. Com uma data de fotos e tudo... De como o carro se comportou na serra e como chegou a fazer de todo-o-terreno. Infelizmente deu erro e perdi tudo... Não tive coragem de voltar a escrever tudo =/

Vai com cerca de 8800 kms... Ainda não fui à Mercedes para tratar daqueles errozinhos (curiosamente há já bastante tempo que não acontecem...) e os barulhinhos parasitas vindo das portas e do ecrã.

Notei também que com o depósito cheio de gasóleo, ouço o "chocalhar" à mais pequena travagem. Nunca tal me aconteceu em nenhum carro. Mas só com o depósito mesmo cheio... Isso acontece convosco? E parece-me que nunca ouvi isto no início...

Quanto ao carro, soma kms e segue... Tenho-o testado ao máximo naquilo que me agrada que é o grip em curvas. E pela primeira vez ele fugiu-me a sério numa curva. Entrei excessivamente rápido, uma travagem mais apertada e ele sacudiu bem a traseira... Mas o ESP terá feito o seu trabalho (não lhe vi a luz que estava mais preocupado em não me espatifar lol) e o carro controlou-se em menos de nada e continuou o resto da curva como se nada fosse. Apesar do pequeno susto (naquela fracção de segundo veio-me à cabeça o acidente que tive em Novembro de 2012, que começou assim), deu para ver como o carro se comporta num caso mais extremo... E gostei! 8-)

Ontem vinha do Dolce Vita Tejo e na curva que liga o IC16 ao IC 17 (acho que é isto), que é enooooorme, apertada como tudo, nunca mais acaba, ainda deu para borrar a cueca à mulher :twisted: :twisted: :twisted: entrei na curva normal, ao ver que nunca mais acabava e que cada vez ficava mais apertada, mais vontade me deu de esmagar o acelerador... :twisted: :twisted: :twisted: ainda por cima atrás vinha um tipo colado que se descolou logo...

Os depósitos têm feito médias a rondar os 7 litros (algures entre os 6.8 e 7.4). Este que ainda não fez trajectos maiores a velocidades tranquilas, tem sido só trajectos de 3 a 5 kms e sempre a fundo, está com média perto dos 8...

Por volta dos 10 mil kms vou trocar o óleo de origem... Vi que o primeiro óleo deve ser mudado antes do tempo, uma vez que ainda vem com umas poeiras e tal da fábrica... Recomendaram-me mudar no fim da rodagem, mas decidi aguardar mais um tempo...
  • 1
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 11