Perguntas e Respostas para os problemas que atormentam o automóvel
#72905
Olá a todos! Depois de vários posts a tentar ajudar os outros, desta vez sou eu que precisa de ajuda...
Talvez alguém aqui me possa dar algumas ideias de qual seja a origem do problema, porque eu esgotei todas as possibilidades que me ocorreram...
Antes de mais, uma curta introdução, comprei este carro há um par de anos para que a minha mulher “começasse” a conduzir com regularidade. Trata-se de um Golf IV de 1998 com motor 1.6 de 8 valvulas com a/c (sem EGR) e acoplado a uma caixa manual de 5 velocidades. O carro tem actualmente ligeiramente mais de 300.000km’s.
Desde que o comprei que sempre teve um consume elevado (entre 8 a 9 l/100km seja em cidade, estrada ou auto-estrada) em condução calma. O motor tem uma resposta anémica a baixa rotação (até às 3000-3500rpm). A potência está lá e puxa para lá dos 180km/h a direito, mas é “preguiçoso” a baixo regime. Ao mesmo tempo sempre sofreu de problemas de suavidade, dando “coices” ao abrir ligeiramente o acelerador ou quando se retira o acelerador completamente, independentemente do regime de motor (mas mais notório a baixo regime).
Até agora já verifiquei e substitui várias coisas, entre as quais, a bateria, o sensor de massa de ar, as velas, limpei o corpo da borboleta do acelerador e limpei e lubrifiquei a parte electronica de regulação do mesmo, substituí o tubo de vacuo que vai ao servo-freio (tinha rachado e deixava passer ar) e fiz a manutenção geral normal mudando óleos e filtros. Já procurei por códigos de erro no ECU e nada.
Notei que quando desligava a bateria por longos períodos de tempo, que o primeiro arranque do motor era melhor com a resposta ao acelerador a melhorar dramaticamente a baixos regimes, mas tudo voltava ao mesmo após um par de quilómetros. O mesmo também se passa ao fazer um reset ao ECU.
A esta altura pensei que tinha identificado o problema como estando relacionado com o sistema de controlo de emissões, daí que os próximos suspeitos fossem a sonda lambda e o catalisador, que com 300.000km’s podería ter colapsado ou estar parcialmente bloqueado (esta versão não tem uma sonda lambda adicional após o catalisador para monitorizar a eficiência do catalisador nem sistema de monitorização da variação de pressão de gases de antes e depois do catalisador). Antes de mudar estas peças, decidi mudar o sistema de escape a seguir ao catalisador que era também ainda o original, mas isto não resolveu o problema. Quando mudei o escape, durante o processo, a junta entre o colector de escape e o catalisador partiu e deu origem a uma fuga. Foi aqui que fiz uma “descoberta”. Quando decidi testar o carro com o novo escape e a fuga adicional antes do catalisador e sonda lambda, todos os problemas desapareceram de imediato! A resposta ao acelerador a baixo regime tornou-se mais energética, os “coices” desapareceram e deram lugar a transições suaves (ao ponto de se sentir mesmo a diferença nas passagens de caixa) e os consumos baixaram 2 litros a velocidade estabilizada em auto-estrada! PERFEITO!!! Fiquei convencido que o problema era sem dúvida o sensor lambda e/ou o catalisador, pelo que decidi mudar os dois (este é um daqueles trabalhos que não quero fazer em duas partes e dados os quilómetros de certeza que precisavam de substituição...) e substituir a junta com fuga. Após ter feito tudo isto... o problema voltou exactamente igual!!...
Aí fiquei sem saber o que mais fazer ou pensar, dado que tudo o que sei de mecãnica e motores parece ser incapaz de fazer lógica desta situação... Estranhamente, após um par de semanas, o problema dos “coices” desapareceu de um dia para o outro, mas o consumo elevado e a resposta anémica continuam... Já tentei fazer um reset ao ECU e senti que o motor refez o mapa de correcção de injecção durante alguns quilómetros, mas voltou ao mesmo.
O único que sei a esta altura é que o motor funciona com mistura rica a baixa rotação (nota-se um pouco o cheiro do escape, mesmo com o motor quente), e não consigo explicar como é que com uma pequena fuga antes da sonda lambda, o carro funcionava perfeitamente!... Alguma ideia??
#72906
Ora aqui está uma situação particular! Pelas tuas intervenções aqui no forum, se não és das pessoas que mais percebe de mecânica, então não sei quem será.

A ver se eu digo algo de util.
Partindo do principio que o carro funciona perfeitamente quando tem uma fuga antes da sonda lambda, isso pode significar que, nessa situação, a leitura incorrecta da sonda está relacionada com o problema. Sendo assim, eu apontaria para um problema qualquer relacionado ou com o sistema anti poluição ou com injecção/combustão. Sobre o primeiro já descartas-te problemas no catalizador e na própria sonda mas não poderá haver, por exemplo, uma deficiência na ficha de ligação dessa sonda? Sobre o segundo, já disseste que o carro está a trabalhar com mistura rica a baixa rotação. Será que esse desajuste apenas se faz sentir a baixa rotação? Não estará a influênciar todo o funcionamento do motor?

Poderá haver também a hipotese de o sensor de pressão nos colectores de escape não estar a funcionar correctamente? Lembro-me de uma experiência que se fez na FEUP aqui à uns anos com os Puntos e o único sensor que, em caso de ausencia, impedia o funcionamento do motor, era mesmo o da pressão nos colectores de escape.
#72908
Ricardo Ribeiro Escreveu:Ora aqui está uma situação particular! Pelas tuas intervenções aqui no forum, se não és das pessoas que mais percebe de mecânica, então não sei quem será.

A ver se eu digo algo de util.
Partindo do principio que o carro funciona perfeitamente quando tem uma fuga antes da sonda lambda, isso pode significar que, nessa situação, a leitura incorrecta da sonda está relacionada com o problema. Sendo assim, eu apontaria para um problema qualquer relacionado ou com o sistema anti poluição ou com injecção/combustão. Sobre o primeiro já descartas-te problemas no catalizador e na própria sonda mas não poderá haver, por exemplo, uma deficiência na ficha de ligação dessa sonda? Sobre o segundo, já disseste que o carro está a trabalhar com mistura rica a baixa rotação. Será que esse desajuste apenas se faz sentir a baixa rotação? Não estará a influênciar todo o funcionamento do motor?

Poderá haver também a hipotese de o sensor de pressão nos colectores de escape não estar a funcionar correctamente? Lembro-me de uma experiência que se fez na FEUP aqui à uns anos com os Puntos e o único sensor que, em caso de ausencia, impedia o funcionamento do motor, era mesmo o da pressão nos colectores de escape.


Obrigado Ricardo! Realmente ainda não verifiquei o circuito electrico da ficha ao ECU... Em parte porque é difícil de fazê-lo na prática e porque assumi que se houvesse um erro de ligacao, isso resultaria nalgum erro ao nível do OBD... Vou verficar mais a fundo, embora nao esteja muito convencido que seja isso, uma vez que mudei a sonda e a ficha (do lado da sonda esta claro) e o problema mantem-se...
Quanto ao sensor de pressao de escape, este menino ainda nao tem... Por ai é que nao pode mesmo ser...

O que me parte a cabeca é a logica de como é que com fuga anda bem:

Fuga = - gases de escape (leituras de oxigénio + elevadas) = ECU comanda mais enriquecimento da mistura...

Se o motor realmente esta realmente a queimar gasolina a mais, as leituras de oxigenio deveriam ser mais baixas, logo induzindo o ECU a cortar na injeccao...

Tenho de reverificar qual é a logica de funcionamento do lambda, a ver se passa mais ou menos corrente com mais oxigenio... A partir dai pode ser que me venham mais ideias... Se calhar tens mesmo razao e ha um problema na ficha ou na cablagem!! Bizarro! Se isto continua acho que sera mais facil fazer um bypass à sonda... lol ;)
#72912
Tive um Golf IV Cabrio com esse motor... que saudades... :cry:
http://forum.autoportal.iol.pt/viewtopic.php?f=6&t=2429

Não tenho conhecimentos para ajudar-te, mas dou-te a sugestão de também expores o problema no fórum dedicado ao Golf:
http://www.clubegolfpt.com/forum/
#72930
Luis G Escreveu:Ja agora, uma questao, se ainda te lembras, que consumos te fazia o teu Golf?

Faço melhor que isso... dou-te o registo completo de abastecimentos! ;)
http://www.spritmonitor.de/en/detail/373539.html

Lembrei-me de uma coisa...a sonda e o catalizador são originais? Sei que há carros sensíveis a isso...
#72939
ZeuZ Escreveu:
Luis G Escreveu:Ja agora, uma questao, se ainda te lembras, que consumos te fazia o teu Golf?

Faço melhor que isso... dou-te o registo completo de abastecimentos! ;)
http://www.spritmonitor.de/en/detail/373539.html

Lembrei-me de uma coisa...a sonda e o catalizador são originais? Sei que há carros sensíveis a isso...


A sonda e o catalisador foram mudados, mas não são de origem VW (quase €1.000 pelo catalisador é muito para o valor actual do carro), mas de qualquer forma a posição da sonda é a mesma que no original e a sonda é de boa qualidade e vinha completa já com ficha feita para não haver dúvidas... Uma vez que este OBD é um dos simples em que a eficiência do catalisador e a contra-pressão não são monitorizados, sinceramente não penso que seja por aí. Ademais, o problema já existia antes e aquando da mudança manteve-se inalterado... Só semanas mais tarde é que ele deixou de dar coices de um dia para o outro.

Vi o teu link para os consumos, mas não penso que alguma vez chegue a 2,66l/100km... ;) Mas de memória, os consumos que tu fazias andavam à volta de quanto, numa condução normal?
#72940
as_shariff Escreveu:O carro anda a mamar óleo?


O consumo de óleo não chega a 0,5 litros por cada 10.000km... Não considero que isso seja mamar óleo, até porque há motores novos a consumir bem mais que isso e considerados "normais"...