Perguntas e Respostas para os problemas que atormentam o automóvel
Avatar do Utilizador
By jose dias
#76609
Boas
A partir de janeiro 2015 vamos ter que investir mais alguns Euros por causa do ozono Euro 6 nesse sentido as marcas de ligeiros vão adicionar mais um depósito para o AdBlue já obrigatório desde 01/10/2006 nos camiões e agora vai ser obrigatório nos ligeiros ....li que a SCR é mais eficiente do que a EGR até mesmo em economia de combustível....gostava que os colegas deste fórum dissessem algo sobre este assunto nos camiões não é novidade e nos automóveis também já é conhecido, mas muito pouco algum colega quer desenvolver este tema.... SCR quer dizer Redução Catalítica Seletiva.
By Luis G
#76644
Por acaso não tinha conhecimento de que o AdBlue venha a ser obrigatório em veículos. Estão já no mercado alguns motores que cumprem com a norma Euro 6 sem recorrer ao uso do AdBlue. Talvez a obrigatoriedade seja por parte das estações de serviço de o disponibilizarem para veículos ligeiros também?
Mais um aditivo para tentar "limpar" o diesel... Em Bruxelas circula-se a velocidades reduzidas por causa de um pico de poluição causado por excesso de concentração de partículas (carconogenicas)... Em França o mesmo se passa cada vez com mais frequência. Até em pequenos países como o Luxemburgo se passou o ano passado. Na Alemanha e Inglaterra, Portugal introduzem-se restrições à circulação em cidades... Eu não quero ser pessimista, mas antes da moda do diesel, circulava-se com carros que consumiam o dobro de gasolina e não se viam todos estes problemas. Hoje temos mais carros, mais "económicos" e "ecológicos" e parece que os problemas só aumentam... Apenas uma reflexão da minha parte...
Avatar do Utilizador
By Arad
#76647
Os problemas existiam, só não eram monitorizados como agora.
By Luis G
#76650
Arad Escreveu:Os problemas existiam, só não eram monitorizados como agora.

O meu nariz conta-me outra história... a não ser que a minha capacidade olfactiva melhore com a idade! :roll:
Avatar do Utilizador
By Arad
#76651
Entendo o que dizes... Sobretudo nos carros a gasóleo.

O teu nariz diz-te que as partículas existem e são cada vez menores, lembrando-te que há 20 anos era suportável levar com a fumarada de um autocarro com 20 anos e agora não suportas os gases invisíveis dos diesel modernos.
By Luis G
#76652
Arad Escreveu:Entendo o que dizes... Sobretudo nos carros a gasóleo.

O teu nariz diz-te que as partículas existem e são cada vez menores, lembrando-te que há 20 anos era suportável levar com a fumarada de um autocarro com 20 anos e agora não suportas os gases invisíveis dos diesel modernos.


nem mais! E por serem mais pequenas penetram mais nos pulmões e levam ao cancro mais rapidamente. Não só isso mas com a massificação do uso de carros a gasoleo, o que mais há no ar são micro-particulas... Havia quem não gostasse do "aroma" da gasolina, mas o perfume actual é do tipo pesticida...
Avatar do Utilizador
By Arad
#76656
Os otto também mandam um cheiro que não é nada bom. Aqui apenas realço que a perceção das emissões dos diesel mudou. Antigamente via-se, agora não se vê.
By Luis G
#76660
Arad Escreveu:Os otto também mandam um cheiro que não é nada bom. Aqui apenas realço que a perceção das emissões dos diesel mudou. Antigamente via-se, agora não se vê.

Tens razão nisso, mas que o fumo dos diesel e em partícular as partículas estão confirmadas como carcinogenicas depois de 10 anos de observação é hoje um facto enquanto a gasolina continua em observação há mais de 40 anos e ainda não foi confirmada... Penso que isso demonstra bem os efeitos mais nefastos dos diesel... ;)
Avatar do Utilizador
By jose dias
#76662
Luis G Escreveu:Por acaso não tinha conhecimento de que o AdBlue venha a ser obrigatório em veículos. Estão já no mercado alguns motores que cumprem com a norma Euro 6 sem recorrer ao uso do AdBlue. Talvez a obrigatoriedade seja por parte das estações de serviço de o disponibilizarem para veículos ligeiros também?
Mais um aditivo para tentar "limpar" o diesel... Em Bruxelas circula-se a velocidades reduzidas por causa de um pico de poluição causado por excesso de concentração de partículas (carconogenicas)... Em França o mesmo se passa cada vez com mais frequência. Até em pequenos países como o Luxemburgo se passou o ano passado. Na Alemanha e Inglaterra, Portugal introduzem-se restrições à circulação em cidades... Eu não quero ser pessimista, mas antes da moda do diesel, circulava-se com carros que consumiam o dobro de gasolina e não se viam todos estes problemas. Hoje temos mais carros, mais "económicos" e "ecológicos" e parece que os problemas só aumentam... Apenas uma reflexão da minha parte...

Bom dia Luis
concordo contigo carros mais ecológicos e os problemas aumentam ...a tua (reflexão) é
a verdade do que se passa ....
Avatar do Utilizador
By Arad
#76663
Luis G Escreveu:
Arad Escreveu:Os otto também mandam um cheiro que não é nada bom. Aqui apenas realço que a perceção das emissões dos diesel mudou. Antigamente via-se, agora não se vê.

Tens razão nisso, mas que o fumo dos diesel e em partícular as partículas estão confirmadas como carcinogenicas depois de 10 anos de observação é hoje um facto enquanto a gasolina continua em observação há mais de 40 anos e ainda não foi confirmada... Penso que isso demonstra bem os efeitos mais nefastos dos diesel... ;)


Sendo as partículas nos carros mais recentes cada vez mais filtradas, para um nível perto de zero, curiosamente...

O "vilão" da história parece-me o NOx e espero que a obrigatoriedade do adBlue seja para resolver isto. O cheiro das emissões de um carro com FAP não enganam, tenho um e sei bem o cheiro que fica na garagem quando lá estaciono. Emissões visíveis? Zero...

Claro que o conceito "partícula" pode ser contestado, pode-se sempre especular que elas não são totalmente filtradas, mas reduzidas a uma dimensão imensurável. Mas da mesma forma que este raciocínio se pode aplicar aos diesel, pode também aplicar-se a qualquer emissão de qualquer combustível.

Não há nenhum combustível fóssil completamente "inocente".

Há 2 caminhos de futuro e um de transição.

O de transição aparece na forma do Prius Plug-in, Volt/Ampera, Volvo V60 Plug-in, Golf GTE...

1 dos caminhos de futuro depende da evolução das baterias, de modo a torna-las baratas, duradouras e com capacidade para percorrer 500km (pelo menos) e aceitar 80% da carga em meia hora.

O outro caminho chama-se Honda FCX clarity e depende da instalação de uma rede de distribuição de hidrogénio.