Perguntas e Respostas para os problemas que atormentam o automóvel
Avatar do Utilizador
By jose dias
#76790
Não compreendo como é possível adicionarem um Compressor Volumétrico e um Turbo Compressor a um motor de quatro cilindros gasolina de 1.390cm cúbicos 180 CV 250 NM..com estes dois componentes compressor e turbo é um carro em que as suas prestações situam-se no grupo dos mais (lentos) será por ser de caixa automática??? ou peso excessivo.....1.184kg. resumo de uma revista auto.....
Avatar do Utilizador
By Arad
#76791
E esses supostos rivais têm que cilindrada e potência? Parece-me que só o Alfa Mito e o Punto Abarth são 1.4 além dos carros do grupo VW.

Os outros todos são 1.6 ou mesmo 2.0 com perto de 200cv ou mais.

Perante isto, não espanta que o ibiza seja mais lento.
Avatar do Utilizador
By jose dias
#76804
Arad Escreveu:E esses supostos rivais têm que cilindrada e potência? Parece-me que só o Alfa Mito e o Punto Abarth são 1.4 além dos carros do grupo VW.

Os outros todos são 1.6 ou mesmo 2.0 com perto de 200cv ou mais.

Perante isto, não espanta que o ibiza seja mais lento.

Amigo Arad
O que me espanta são os dois compressores.
Concordo contigo os outros são de facto 1600.... mas porque aplicaram neste carro dois compressores o volumétrico é mais pesado do que um turbo compressor nunca os pesei mas acho que não estou enganado.
Avatar do Utilizador
By Arad
#76812
O compressor volumétrico permite uma melhor resposta em baixas rotações, enquanto o turbocompressor atua numa rotação superior. Assim o motor funciona melhor em todas as faixas de rotação.
Avatar do Utilizador
By jose dias
#76813
Arad Escreveu:O compressor volumétrico permite uma melhor resposta em baixas rotações, enquanto o turbocompressor atua numa rotação superior. Assim o motor funciona melhor em todas as faixas de rotação.
Última edição por jose dias em 15 abr, 22:21, editado 1 vez no total.
Avatar do Utilizador
By jose dias
#76814
Boa noite
Compreendo perfeitamente mas com dois compressores a soprar é considerado (lento) Não tenho formação para alongar este tema baseio-me apenas nos meus conhecimentos quase básicos para dizer o seguinte ; Porque motivo os engenheiros não optaram por um turbo de geometria variável com possibilidades de uma alteração mais sofisticada no sistema eletrónico entre outras opções...no fundo acho que a manutenção deste motor pode sair cara ao cliente..... é apenas a minha opinião.
Anexos
twin scroll.png
twin scroll.png (122.44 KiB) Visto 8027 vezes
Última edição por jose dias em 17 abr, 23:08, editado 2 vezes no total.
Avatar do Utilizador
By Arad
#76822
É um turbo e um compressor volumétrico. Os turbos de geometria variável não são fáceis de aplicar em motores a gasolina, penso que só a porsche o fez.
Avatar do Utilizador
By jose dias
#76827
Arad Escreveu:É um turbo e um compressor volumétrico. Os turbos de geometria variável não são fáceis de aplicar em motores a gasolina, penso que só a porsche o fez.

Boas
Arad sinceramente esqueci-me desse pormenor não é possível devido ás altas temperaturas, mas o turbo ainda tem muito para os engenheiros explorar...como por exemplo o Turbo (TWIN SCROLL) penso que é usado num modelo da Peugeot....
Por engano ficou a imagem deste mesmo turbo no texto mais acima deste comentário pelo qual peço desculpa.
abraço
By Luis G
#76835
Sim, é verdade que as temperaturas no escape de um motor a gasolina são cerca de 200 °C acima dos encontrados no escape de um motor diesel e isso inviabiliza a utilização de uma unidade turbo de geometria variável tal como as encontradas nos diesel. A Porsche utilizou um turbo concebido especialmente e fazendo recurso a materiais nobres (e caros) para o mesmo efeito.
O que ainda não foi aqui dito é que um motor de pequena capacidade, e em especial a gasolina em que a respiração do motor é regulada, não tem um fluxo de ar suficiente, em especial em baixos regimes e carga parcial, para accionar um turbo de maneira célere e eficiente. Isto tem a ver com o "spread" de volumes para o qual o desenho de uma turbina é concebida e que é sempre mais largo num motor a gasolina, seja pelo leque de rotações mais amplo ou pelo controle da carga do motor através da borboleta de admissão (ou sistema equivalente). Assim, sendo, um turbo pode ser utilizado num motor pequeno, e quando optimizado para responder a baixos regimes (pelo desenho das turbinas), acaba por ser limitado em alta rotação, não sendo capaz de funcionar eficientemente (seja por não ter capacidade de manter a pressão de sobre-alimentaçao ou por criar demasiada contrapressão no escape). O compressor por outro lado, é mais eficiente a baixos regimes e por isso uma combinação quase perfeita com o turbo, permitindo manter níveis de potência especifica bastante elevados, mas ainda mais importante, bem distribuídos por todos os regimes, mantendo também níveis de emissões dentro das normas em vigor e limitando os consumos através de uma eficiência acrescida a baixos e altos regimes (falo de consumo especifico medido em gramas de combustível por cavalo produzido por hora).
Penso que esse Ibiza deve ter algum problema, ou então uma caixa de velocidades inadaptada...
Avatar do Utilizador
By as_shariff
#76842
Não é lento... mas não é mais rápido que por ex os 1.4 170/180cv do grupo Fiat!
Tendo eu um carro com esse motor e tendo conduzido um Alfa Romeo Giullieta 1.4 170cv, as diferenças na resposta do motor são tão ténues, que ninguém diria que o Golf tem a mais o compressor para baixas rotações.
O grupo Fiat conseguiu "disfarçar" muito bem a habitual inércia na faixa de rotação inicial com os motores multi air e nem sequer achei o Giullieta bruto na entrega da potência (ao contrário dos antigos t-jet).