Conversas que vão além do tema automóvel
#77659
A conquista do ponto mais alto dos concelhos de Mafra e Loures.

Dados:
Distância: 92,2 km

Acumulado +: 1.700 m [1.350 dos quais concentrados em menos de 60 km]
Altitude Máxima: 431 m

Hora de Partida: 6:40
Hora de Chegada: 14:45
Duração (sem paragens): 05:12
Temperatura: 5-15 ºC

Vel. Máxima: 57,4 km/h
Vel. Média (sem paragens): 17,7 km/h

Apercebi-me (talvez motivado pela compra de um conta-km que mede a altitude e acumulado) que embora a zona onde pedalo, num raio de 30 km à volta de Santarém, não seja plana, não chega sequer a atingir os 200m de altitude.

"Etapa 1" - Casa-Estação (ferroviária) de Santarém - 6,5 km

Acordar uns minutos antes e sair de casa ainda noite cerrada por volta das 6:40. Para minha surpresa a temperatura mantinha-se nos 7ºC (confesso que esperava uns graus a menos).

"Etapa 2" - Estação de Alverca, Vila Franca de Xira (4 m)-Cabeço de Montachique, Loures (409m)

A zona da estação encontra-se 4 metros acima do nível do mar. Ainda antes das 8:00 e mal saímos das estação começámos a subir e a deixar Alverca para trás.
Imagem

Rapidamente chegámos aos 200 metros de altitude e atingimos temperaturas um pouco mais baixas sendo a mínima registada 4,7 ºC. As fotos infelizmente não ficaram grande coisa: quase sempre contra o sol e tiradas pelo telemóvel. Trouxe máquina fotográfica mas o cartão de memória ficou em casa.
Imagem

Imagem

Realmente vislumbramos paisagens bastante imponentes e interessantes fazendo-nos antever aquilo que ainda nos esperava mais à frente.

Após chegar aos 200 metros rapidamente descemos novamente para os 2 dígitos de altitude voltando novamente a subir até aos 275 metros de altitude onde encontrámos o Parque Municipal do Cabeço de Montachique.
Imagem

Era nosso objetivo inicial passar por aqui e entrar mas, por ser véspera de Natal, compreensivelmente encontrava-se fechado. De qualquer forma estava proibida a entrada de bicicletas o que me admirou bastante.

Continuámos a subir e a admirar a paisagem...
Imagem

...e, pouco depois, aos 310 metros vislumbrámos finalmente o cume do Cabeço de Montachique e subimos até ao seu topo (a 409 metros de altitude). O cabeço de Montachique tem 162 metros de proeminência.
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

"Etapa 3" - Cabeço de Montachique, Loures (409m) - ≈Asseiceira Pequena, Mafra (431m)

Esta "etapa" começou da melhor maneira (seguindo o caminho da ultima foto). 2,5 km sempre a descer passando os 409m para os 150m (inclinação média superior a 10%). O terreno pouco depois era muito rochoso e com 2 tipos de rocha: rocha escorregadia e rocha escorregadia. A primeira porque estava solta e a segunda porque, devido a humidade, estava... fixa mas bastante escorregadia.
De qualquer forma deu-me um gozo enorme. Facilmente se atingiam velocidades muito elevadas sem ser preciso dar o que quer que fosse aos pedais. A bicicleta queria descer mais e mais depressa e quanto mais se travava pior (mais rocha resvalada e mais facilmente as rodas bloqueavam). Foi levar pandaca do inicio ao fim e ter muito cuidado para não cair escolhendo a dedo as trajectórias e os locais onde podíamos usar os travões.

A vista cá de baixo (com a pressa apanhei os arbustos :roll: ):
Imagem

Na subida ainda apanhámos uns caminhos fechados mas lá acabámos por dar com o sitio:
Imagem

Tal como para o cabeço anterior a subida é bastante ingreme até ao topo. Para além do mais, nesta altura, já se faziam sentir aproximadamente 15ºC o que, para nós, era já bastante calor.

O cume não tem um nome específico nem uma placa a indicar a altitude como o anterior (apenas meia bandeira de Portugal como podem ver na imagem). De qualquer forma é fácil de identificar e fica mesmo junto à população da Asseiceira Pequena com 431 metros de altitude e 205 de proeminência.

"Etapa 4" - ≈Asseiceira Pequena, Mafra (431m)-Estação de Alverca, Vila Franca de Xira (4 m)

Ainda antes de subir aos 431m as fotos começaram a escassear e o tempo também. Fomos "a fundo" para a estação mas perdemos o comboio por quase 10 minutos.

Até aqui tinha feito 58,7 km com um acumulado de 1.350 metros.

"Etapa 5" - [Estação de Alverca, Vila Franca de Xira]-Estação da Azambuja-Santarém

Por ser véspera de Natal tínhamos horas para estar em casa e a solução que arranjámos foi apanhar o Urbano até à Azambuja e seguir o resto de bicicleta (em vez de ficarmos quase uma hora a espera do comboio e outra em viagem) isto porque o meu companheiro de viagem não mora perto de Santarém mas sim (+/-) entre a Azambuja e Santarém e, como é óbvio, fiz-lhe companhia.

Portanto, até casa, foram mais 33,5 km e 350 metros de acumulado quase sempre por asfalto. Como é óbvio, nesta altura, já sentia um enorme desgaste devido a todo o acumulado positivo e pelo esforço de apanhar o comboio que acabámos ingloriamente por perder.

-Resumo

É incrível como o tempo passou a correr enquanto andávamos de monte em monte e a apreciar as magnificas paisagens.

Isto foi um ensaio/treino para um dia mais tarde (talvez em breve, quem sabe) subir ao ponto mais alto do distrito de Lisboa (a serra de Montejunto com 666m de altitude e 531 de proeminência) ou ao ponto mais elevado do distrito de Santarém (a Serra de Aire com 679m de altitude e 435m de proeminência).
#77698
Aproveito para deixar aqui o link com as minhas voltas: http://passeioseaventurasbtt.blogspot.pt/

Se quiserem dêem uma vista de olhos e digam o que acham... está bastante simples. Qualquer opinião é bem vinda. ;)

Após sugestão de um amigo criei também uma página no fb para ser mais fácil seguir o blog. Se o quiserem seguir: https://www.facebook.com/passeioseaventurasbtt :geek:
#77981
SeteGu Escreveu:Bela máquina!

Que tal foi a estreia?


2 palavras:

BRU
TAL!


:)

é excelente... tinha algum receio da roda 29'', ainda mais para XC Trail... mas manobra-me bem... o curso longo da suspensão e amortecedor não se notam nas subidas... em modo climb não perde rendimento da pedalada e a posição sentado nela mesmo mto boa! :)

E hoje já levou porrada como gente grande e comportou-se mm mto bem... e as minhas costas estão impecaveis! :)
#77983
SeteGu Escreveu:Quais são as especificações/equipamento?

Não há nada como uma boa suspensão total :twisted:


eu já tinha uma suspensão total, mas de XC normal e já com 15 anos... uma GT i-drive...

as specs da nova são estas: http://www.specialized.com/pt/pt/bikes/mountain/stumpjumper-fsr/stumpjumper-fsr-comp-carbon-29#specs
#77985
E notaste diferenças a nível de amortecimento?
Sensibilidade aos pequenos buracos, etc...?

Já tive o prazer de andar numa Specialized Pitch (na altura em que eram FS) e gostei bastante.
Por acaso, imediatamente antes da Coluer que tenho, estive mesmo muito perto de comprar uma GT i-drive.
#77987
Epah, são 15 anos de evolução... notei e mto... a gt i-drive ate podia bombear um bocado o amortecedor, mas a corrente mantinha-se estável... não havia esticões de corrente... agora bamboleava mais... mm depois de ter mudado para uma marzocchi bomber de 100mm...

Esta specialized nao bombeia, isto em modo climb... mas tb nao se sentem os pequenos buracos... obvio que a pedalada não é tao directa como a de estrada, mas tenho mto mais rendimento do q tinha na GT... em modo trail, que foi o q usei na maioria do percurso aportece mais q a GT... é mto mais sensivel... mas a ver que é suspensão e amortecedor a ar...

Em modo descente nem consigo descrever... ter 130mm de curso a frente e atras é outro mundo... lol... aquilo leva porrada a serio, mas tu nao sentes basicamente nada! :)

E quanto a ser roda 29'', pensei q para subir custasse mais (ainda juntando os 130mm a frente) mas nada disso, sobe mesmo mto bem... mesmo trilhos tecnicos... manobra-se como uma de 26'''... (pelo menos comparando com a GT)... o ter o avanço mais curto tb facilita...

Para aquilo que eu gosto de fazer que é um XC mais agressivo/Trail, adequa-se mm na perfeição. :)
  • 1
  • 58
  • 59
  • 60
  • 61
  • 62
  • 64