Conversas que vão além do tema automóvel
#78030
Es como eu... também gosto mais de Trail/AM/Enduro mas as bicicletas para estas modalidades de BTT tendem a ser bastante mais caras. Dificilmente conseguiria ter uma em condições.

Cheguei a usar noutro quadro hard tail (sem amortecedor) a Epicon com 120mm mas por não ser o mais indicado regressei aos 100mm.

Para já a Coluer vai sendo pau para toda a obra mas gostava de um dia juntar à "coleção" uma Giant Trance (140mm atrás e à frente).
A Coluer não a irei vender (para além de um grande valor sentimental, nos dias de hoje, teria de ser quade dada).
E uma 2• bike razoável de XC dá sempre jeito para umas voltas mais softs ou como meio de transporte (estrada e pequenos corta mato).
Talvez quando trabalhar consiga juntar uns €€ e consiga ter as duas.
#78033
Eu, depois de ter largado mais de 400eur por uma bicla nova, que estreei excelentemente com uma queda e fractura do cotovelo, soube há pouco tempo, que não posso fazer mais BTT... apenas algumas tiradas em estrada e não muito mais que 1h/1h30! :roll: :(

dreamer, tanto uma como outra, são bicicletas espectaculares! Esteticamente prefiro as "convencionais", mas não há dúvida que em conforto é outra coisa! ;)

setegu, dá-lhe!!!
A Coluer tem um aspecto fantástico e material excelente! Tens ideia do peso da bicicleta?
#78035
as_shariff Escreveu:Eu, depois de ter largado mais de 400eur por uma bicla nova, que estreei excelentemente com uma queda e fractura do cotovelo, soube há pouco tempo, que não posso fazer mais BTT... apenas algumas tiradas em estrada e não muito mais que 1h/1h30! :roll: :(

dreamer, tanto uma como outra, são bicicletas espectaculares! Esteticamente prefiro as "convencionais", mas não há dúvida que em conforto é outra coisa! ;)

setegu, dá-lhe!!!
A Coluer tem um aspecto fantástico e material excelente! Tens ideia do peso da bicicleta?



teoricamente eu tb nao deveria fazer btt... mas o bichinho foi mais forte e ao fim de qs um ano a fazer estrada achei q conseguia regressar :) por isso o que tens é de ir melhorando com calma, nao abusar que com o tempo tvz consigas voltar a algo proximo do q fazias...

entretanto eu nao comprei full suspension so pelo conforto, mas sim para o tipo de percurso q gosto de fazer... com uma hardtrail seria mto complicado controlar a bike... para nao falar do que sofreriam os braços e coluna...
#78037
A Coluer não está muito l€v€ mas também nunca foi esse o meu objetivo.
Está nos sub-11,9 kg tendo sido pesada com conta-km, luz traseira e sem estar muito limpa.

O objetivo sempre foi ter uma bicicleta fiável e confortável/divertida dentro do espectável para uma HardTail.

Desculpa a pergunta mas essa impossibilidade de fazer BTT deve-se à fratura do cotovelo? :?
Não sendo doutor :geek: concordo com o dreamer... acho que com calma e com tempo és capaz de conseguir, aos poucos, regressar ao BTT.
Nem percebo muito bem a ideia porque uma bicicleta de estrada é muito mais desconfortável ao passar em buracos principalmente devido aqueles pneus finos que têm de ser cheios a altas pressões. Já para não falar da posição em cima da bike.

Creio que o conforto nos braços/pulsos/mãos deve-se essencialmente ao punhos, luvas e suspensão.
Nas costas é que já é diferente.
Ainda assim, numa de estrada, já passei em buracos em que até me doeu a espinha e até "trinquei" em seco.
Não sou muito adepto de bicicletas de estrada.
#78038
A posição de estrada posso dizer que até e melhor que a de BTT... e eu tenho uma roubaix de carbono que absorve mto das irregularidades, entao em VFX com a calçada nao tinha ideia... e qd lhe mudei o espigao por um com um tipo de bico de pato até pareceu q mudei de bike... e eu tive de recomeçar pela de estrada por causa de uma hérnia discal na coluna... o BTT mesmo com suspensão pode ser mais agressiva para a coluna...

eu estive anos sem poder andar de bike por causa dos joelhos e por causa de um problema nos ombros e cotovelo, devido a uma queda com fractura exposta... ao fim de uns anos e de ter feito fisio deu para recomeçar... por isso é nao desistir...
#78039
A médica que operou disse-me que BTT nunca mais!
Ou até posso fazer, mas para contar com umas artrites aos quarenta e poucos anos e se tenho o azar de sofrer outra queda... a coisa pode mesmo dar para o torto!
O meu rádio ficou quase na treta! Segundo ela, tive a sorte de não ser preciso uma placa, mas "apenas" dois parafusos.
Tudo o que é desporto de impacto com os braço/mão é mesmo de evitar... e de facto em BTT o braço está em constante movimento/tensão!

Isto são tretas que dão que pensar... foram 3 meses de vida perdida e 6 meses de recuperação. São coisas que com uma filhota pequenina (1ano)... puxam mais para a parte racional que irracional! :mrgreen:

Fui dar uma pequena volta pelo Monsanto (só estrada) no outro dia, para ver como me sentia... e a coisa nem correu mal, apesar de no dia a seguir estar com uma espécie de formigueiro no cotovelo em algumas posições.

Não faço no entanto intenções de vender a bicicleta! Apenas reduzir o tempo, klms e frequência das voltinhas!
#78042
Um amigo meu também teve uma fratura exposta nas pernas há uns 7 anos e também pedala sem stress.

Eu não achei a posição de estrada melhor que a de BTT... vai-se muito mais deitado sobre a bicicleta e isso fazia-me dores no pescoço (de ter de olhar para cima para ver a estrada) e costas ao fim de algum tempo.

A que andei era old school em aço e com Shimano 105 (salvo erro) com 3 x 8v. Não era de topo nem tinha nada dessas modernices. :mrgreen:
Mas o aço até absorve melhor as irregularidades do que o alumínio.

Claro que BTT pode ser mais agressivo... mas se for de forma soft, na minha opinião, é bem mais confortável. Fazer estradão numa de BTT é bem mais confortável que fazer estrada numa de ciclismo... pelo menos na que eu andei.
#78043
A minha de estrada é esta: http://www.specialized.com/pt/pt/bikes/archive/2014/roubaix/roubaix-sl4-elite-105-#specs

é de carbono e absorve q é uma coisa que não pensei ser possivel... dps mudei o espigão ainda ficou melhor... quanto a posição tem de ser muito bem medida a bike, pois se não for certinha e toda ajustada a pessoa então é um stress... e as costas com a bike bem ajustadas ficam todas rectas... mas e claro que mais para a frente...

e em estrada fazes mtos mais kms e passa-se mais tempo em cima da bike sem ter tanta fadiga... actualmente com roda 29'' (o diametro do aro é igual as de estrada, 700c, o pneu e q é maior) já se conseguem mais kms, mas a relaçao de velocidades mesmo assim nas de BTT e mais reduzida, logo não se fazem os mesmos kms no mesmo tempo...
#78044
Não fiz fit nenhum... mas por as costas ficarem retas é que tenho de olhar para cima para ver a estrada, não é?
Talvez por não estar habituado isso provocou-me dores no pescoço...

Na questão do peso pus-me a comparar com as bicicletas Hard Tail topo de gama da Decathlon e Sportzone e:

Berg Vertex 90 - 1.490€ - 11,7 kg
B'Twin Raffal 740 - 1.099€ - 11,5 kg

Normalmente tem de se somar o peso dos pedais (+/- 0,3 kg) o que dá sensivelmente o peso da Coluer sem conta-km, luz, etc...
Afinal não está nada mal... principalmente para o dinheiro que gastei.

Nas marcas mais conceituadas o peso das bicicletas de topo para XC costuma estar na casa dos 8 kg e em montagens personalizadas podem chegar à casa dos 6 kg.

Ainda assim não prevejo grandes baixas no p€so. O projeto da Coluer está praticamente concluído. Depois vou juntando dinheiro aos poucos para ver se um dia consigo chegar a uma FS e talvez também para comprar algum equipamento (action cam, capacete integral, etc...).

Já experimentei este (da BERG) e gostei bastante:
Imagem
Por incrível que possa parecer achei leve e fresco... nada a ver com o de uma mota (naturalmente). É bastante arejado de lado, por cima e por trás.
Sempre dá maior sensação de segurança (queixo, maxilar, rosto, etc...).

Infelizmente um da BERG (dos mais barato que se arranja), normalmente, custa perto de 100€. :shock: :roll:
  • 1
  • 60
  • 61
  • 62
  • 63
  • 64